SÉRIE GRAMÍNEAS TROPICAIS - GÊNERO BRACHIARIA (Brachiaria humidicola – Capim)

HERBERT VILELA
Engenheiro Agrônomo e Doutor

1 - INTRODUÇÃO

A Brachiaria humidicola é originária da África Equatorial, cresce espontaneamente na região da Amazônia e apresenta como características: alta capacidade de adaptação a vários tipos de solos, especialmente, os de baixa fertilidade (Wenzl et al., 2002) e com alto nível de umidade. Rebrota vigorosa, mesmo com manejo baixo e intervalos pequenos de cortes sob pastejo. Apresenta estolões finos, fortes. As folhas são cores verde-pálidas e fortemente denticuladas nas margens. É resistente ao pastejo e apresenta boa tolerância ao encharcamento (menor do que a Brachiaria mutica), podendo ser plantada em várzeas. Não tolera o fogo. Produz pouca semente (até 50 kg/ha).

Seu principal atributo são os fortes estolões produzidos com a alta habilidade de enraizamento, promovendo rápida cobertura do solo, que o protege e, ainda, compete com as pragas. Seu baixo requerimento em fósforo e sua resistência ao Chunch bug são características desejáveis. 
Existem a seguinte sinonímia para a Brachiaria humidicola na América Latina: INIAP Napo - Equador,  Aguja –Venezuela,  Pasto Humidicola - Colômbia, Humidicola - Panamá,  Chetumal - México, Quicuio da Amazônia –- Brasil,  Llanero –- Colômbia,  Pasto Ganadero –– Venezuela,  Gualaca –- Panamá, Pasto Brunca –- Costa Rica.

2 – CARACTERÍSTICAS

  • Nome científico: Brachiaria humidicola (Rendle) Schweick vr. Lanero (ex Brachiaria dictyoneura).
  • Origem: África Equatorial.
  • Ciclo vegetativo: perene.
  • Altura da planta: crescimento livre até 1,20 m.
  • Forma de crescimento: cespitoso (touceiras).
  • Forma de uso: pastejo.
  • Digestibilidade: satisfatória.
  • Palatabilidade: satisfatória.
  • Precipitação pluviométrica requerida: 800 mm/ano.
  • Teor de proteína na matéria seca: 12% no verão e 5% no inverno.
  • Tolerância a insetos: tolerante à cigarrinha da pastagem.
  • Produção de matéria seca: 15 t/ha/ano.
  • Número de cromossomos: 2n = 72.
  • Dormência: alto índice de dormência, recomendável tratamento.

FIGURA I – Plantas de capim Brachiaria humidicola

3 - RECOMENDAÇÕES AGRONÔMICAS

  • Fertilidade do solo: baixa fertilidade.
  • Época de plantio: durante a estação chuvosa.
  • Forma de plantio: sementes.
  • Modo de plantio: a lanço.
  • Sementes necessárias: 8 a 14 kg/ha.
  • Tolerância ao frio: alta.
  • Tolerância à seca: alta.
  • Profundidade de plantio: 2 cm.
  • Tempo para a utilização:  90 a 120 dias após o plantio.
  • Consorciação: Java, Calopogônio, Estilozantes etc.
  • Adubação: de acordo com as recomendações técnicas determinadas pela análise de solo.
  • Altitude: 1.000 a 2.000 m.
  • Temperatura: 32 a 35°C.
  • Latitude: 29° N e S.
  • Pureza: mínima 40%.
  • Germinação: mínimo 25%.

4 - COMPOSIÇÃO BROMATOLÓGICA E DIGESTIBILIDADE DA MS DA BRACHIARIA HUMIDICOLA

Idade e/ou forma da forragem e digestibilidade   Composição  bromatológica %
MS PB FB P Ca EE
Até 60 dias de crescimento - jovem 27,5 8,0 30,6 0,20 0,20 1,0
Após Florescimento - madura 34,0 5,2 33,0 0,13 0,12 1,0
Feno 88,2 5,0 31,0 0,17 0,13 2,0
Digestibilidade (%) - jovem 56,5 -- -- -- -- --
Digestibilidade (%) - madura 40,0 -- -- -- -- --
Digestibilidade (%) - feno 45,0 -- -- -- -- --

5 - LITERATURA CONSULTADA

BOGDAN, A. V. Tropical pasture and fodder plants – Grasses and legumes. London and New York, 475 p., 1977.

FAO – 2004a http://www.fao.org/ag/AGP/AGPC/doc/Gbase/Latin.htm.

FAO – 2004b http://www.fao.org/ag/AGA/AGAP/FRG/afris/es/Data/31.htm.

VALADARES FILHO, S.C. 2000. Nutrição, avaliação e tabelas de alimentos para bovinos.

XXXVII Reunião Anual da SBZ, 37, Viçosa, 2000, Anais... Viçosa: 2000. 250p.

 
     
 
   
  Copyright 2009 © Portal Agronomia
Desenvolvido por Digital Pixel