SÉRIE GRAMÍNEAS TROPICAIS - GÊNERO Cenchrus (Cenchrus ciliares – Buffel Grass - Capim)

HERBERT VILELA
Engenheiro Agrônomo e Doutor

1 - INTRODUÇÃO

   O Cenchrus ciliaris (L) é originário da África e com nome comum de Buffel Grass. O capim Buffel tem crescimento ereto, em forma cespitosa (touceira), produz forragem com boa palatabilidade e digestibilidade. Possui bom valor nutritivo e é bem aceito pelos animais em qualquer estádio de crescimento. Apresenta sistema radicular fasciculado e pivotante (pode alcançar profundidade de até quatro metros em zonas áridas e semi-áridas).

Tolera o fogo como auxiliar no manejo de ‘stand’ velho. Pode alcançar em crescimento livre até 1,5 m de altura. Desenvolve em regiões com 375 – 750 mm de chuva por ano, com prolongada temporada de seca. Encontra-se em muitos tipos de solos, mas prefere os solos arenosos, é muito sensível à umidade no solo, ao alagamento e ao nível alto de alumínio no solo. O conteúdo, em proteína, e a digestibilidade são altos, mas caem rapidamente com a idade.

É uma boa gramínea para zonas áridas. Causa cara-inchada em cavalos pelo seu alto conteúdo em oxalato. Uma vez estabelecida, resiste ao pastejo intenso e se recupera rapidamente quando dispõe de fósforo. Um kg de semente contém cerca de 450.000 a 703.000 unidades. Apresenta os seguintes nomes comuns: Buffel grass (Austrália), African foxtail (United States), Dhaman grass, Anjan grass, Koluk katai (Índia).

Os principais atributos desta forrageira são profundidades das raízes e a habilidade de crescimento em condições de baixa precipitação pluviométrica, no semi-árido, bem como a persistência e resistência às condições adversas e sua tolerância a doenças.

Cultivares de Cenchrus ciliaris (L):

  1. Capim Buffel vr.'Biloela'- (CSIRO, Austrália ).Billoela Research Station - Queensland. Adaptado a solos mais pobres. Contém. 703.000 sementes por quilo. Planta rizomatosa. O CPATSA /EMBRAPA tem conduzido trabalhos de pesquisa com esta forrageira. Há disponibilidade de sementes no Brasil.
  2. Capim Buffel vr. ‘Boorara' -(Kenya) - Boorara Cattle Ranch . Queensland. Mesma adaptação das outras variedades. Planta rizomatosa.
  3. Capim Buffel vr.'Nunbank' -(Uganda) – (CSIRO, Austrália). Planta rizomatosa.
  4. Capim Buffel vr. 'Manzimnyarna' e 'Sebungwe' - cultivares adaptados para as condições semi-áridas da África.
  5. Capim Buffel vr. 'Tarewinnabar'-(Kenya) Testada pelo Queensland Department of Agriculture. É uma variedade adaptada ao frio. Produz pouca semente.Planta rizomatosa.
  6. Capim Buffel vr. 'Molopo' - (Molopo River, western Transvaal), foi desenvolvida por New South Wales e Queensland Departments of Agriculture. É também muito tolerante ao frio. Produz pouca semente e contém 535.000 sementes por quilo. Planta rizomatosa. Há trabalhos de pesquisa com esta forrageira feita no Brasil.
  7. Capim Buffel vr. 'Lawes' -(Department of Agriculture, Pretória, South África) Não há semente no comércio. Esta cultivar se assemelha com a Molopo.
  8. Capim Buffel vr. 'Zeerust' - cultivar adaptado a 500-625 mm de chuva.
  9. Capim Buffel vr. 'Gayndah'-(originária da Austrália). Desenvolveu em Gayndah state school. É adequada para pastejo de ovinos. Um kg de semente contém 479.000 unidades. Planta não rizomatosa. Há trabalhos de pesquisa com esta forrageira conduzida pelo CPATSA/EMBRAPA
  10. Capim Buffel vr 'Chipinga’ (originária de Zimbabwe).
  11. Capim Buffel vr. 'American'-(originária da América). Um kg de semente contém 454.000 unidades. Está em fase de desaparecimento. Planta não rizomatosa.
  12. Capim Buffel vr. 'Higgins' - variedade encontrada no Texas por Pat Higgins e melhorada por Dr. E.C.Bashaw.
  13. Capim Buffel vr.'Kongwa 531' (Originária de Tanzânia).Melhor resultado em produção de MS sob 561mm/ano de chuva. Porte mais ereto e com folhas mais finas do que as outras, com porte médio, boa produção de sementes e elevada resistência a doenças.
  14. Capim Buffel vr. 'Edwards Tall'-(Kitale - introdução n° K.5148, Kenya). Tolerante ao pastejo intenso, muito robusta, mas produz pouca semente. Há vários híbridos deste material que estão sendo testados nos Estados Unidos e Austrália.
  15. Capim Buffel vr.’Áridus’ – (originário da Austrália, introduzido no Brasil pela Agropecuária Colonial - MG) O CPTSA/EMBRAPA tem feito pesquisa com este material forrageiro.

2 - CARACTERÍSTICAS BÁSICAS

  • Nome científico: Cenchrus ciliaris (L)
  • Ciclo Vegetativo: perene
  • Altura da planta: até 1,20 m em crescimento livre
  • Forma de crescimento: cespitosa (touceiras)
  • Formas de uso: pastejo e fenação
  • Digestibilidade: satisfatória
  • Palatabilidade: satisfatória
  • Teor de proteína na matéria seca: 12% no verão e 6% no inverno.
  • Precipitação pluviométrica requerida: 375 a 750 mm/ano.
  • Temperatura: ótima para crescimento: 30°C.
  • Tolerância a insetos: não tolera a cigarrinha.
  • Produção da matéria seca: 10 a 12 t MS/ha/ano.
  • Número de cromossomos: 2n = 32, 36, 40, 54.

Figura 1 – Plantas de capim Buffel Grass

3 - RECOMENDAÇÕES AGRONÔMICAS

  • Fertilidade do solo: média/alta.
  • Forma de plantio: sementes.
  • Modo de plantio: a lanço.
  • Sementes necessárias: 1 a 4 kg/ha de sementes puras e viáveis.
  • Profundidade de plantio: 2 cm
  • Tolerância à seca: alta.
  • Tolerância ao frio: baixa.
  • Tolerância a solos mal drenados: baixa.
  • Profundidade de plantio: 2 – 3 cm.
  • Tempo para a utilização: 90 a 120 dias após a germinação.
  • Consorciação: Stylosanthes.
  • Adubação: De acordo com as recomendações técnicas determinadas pela análise de solo.
  • Altitude: nível do mar até 2.000 m
  • Dormência da semente: presença de antocianinas e fenois que afetam sua germinação.
  • Pureza: mínima 40%. Germinação: mínima 30%.

4 - COMPOSIÇÃO BROMATOLÓGICA E DIGESTIBILIDADE DA MS DO CAPIM BUFFEL

Idade e/ou forma da forragem
e digestibilidade
 Composição bromatológica %
MS PB FB P Ca EE
Até 60 dias de crescimento  - jovem 23,0 14,0 21,0 0,16 0,21 1,2
Após florescimento – madura 21,0 9,0 29,2 0,15 0,14 3,5
Feno 89,3 12,0 26,5 0,26 0,18 3,2
Digestibilidade (%) - jovem 45,5 -- -- -- -- --
Digestibilidade (%) – madura 32,8 -- -- -- -- --
Digestibilidade (%) – feno 40,5 -- -- -- -- --

5 - LITERATURA CONSULTADA

BOGDAN, A. V. Tropical posture and fodder plants – Grasses and legumes. London and New York, 475 p., 1977.

FAO – 2004a http://www.fao.org/ag/AGP/AGPC/doc/Gbase/Latin.htm.

FAO – 2004b http://www.fao.org/ag/AGA/AGAP/FRG/afris/es/Data/31.htm.

VALADARES FILHO, S.C. 2000. Nutrição, avaliação e tabelas de alimentos para bovinos. XXXVII Reunião Anual da SBZ, 37, Viçosa, 2000, Anais... Viçosa: 2000. 250p.

 
     
 
   
  Copyright 2009 © Portal Agronomia
Desenvolvido por Digital Pixel