SÉRIE GRAMÍNEAS TROPICAIS - GÊNERO PANICUM (Panicum maximum – Colonião Capim)

HERBERT VILELA
Engenheiro Agrônomo e Doutor

1 - INTRODUÇÃO

O Panicum maximum Jacq CV Colonião conhecido como capim colonião é originário da África. É uma planta perene, forma touceiras grandes e densas e pode atingir até três metros de altura. Exige altas temperaturas e umidade para crescimento; é pouco resistente a geadas e tem resistência regular à seca e não é resistente ao fogo.

Tem crescimento limitado em solos inundados ou excessivamente úmidos, é bastante exigente em solo, tendo maior adaptação nos arenosos férteis, em regiões com boa precipitação. O maior rendimento em matéria seca foi obtidos com 120 kg/ha de P2O5.

2 - CARACTERÍSTICAS BÁSICAS

  • Nome científico: Panicum maximum Jacq  vr. Colonião
  • Origem: África
  • Ciclo Vegetativo: perene
  • Altura da planta: crescimento livre até 3,0 m
  • Forma de crescimento: ereta, cespitosa
  • Formas de uso: pastejo e eventualmente produção de feno
  • Digestibilidade: satisfatória
  • Palatabilidade: satisfatória
  • Precipitação pluviométrica requerida:  1.000 mm/ano
  • Produção da matéria seca: 8 a 12 t MS/ha/ano
  • Teor de proteína na matéria seca: 6 a 11%
  • Tolerância  a insetos: sensível à cigarrinha
  • Consorciação: todas as leguminosas
  • Tipo de inflorescência: Panicum

Plantas de capim Colonião

3 - RECOMENDAÇÕES AGRONÔMICAS

  • Tipo de solo para plantio: acima de média fertilidade.
  • Forma de plantio: sementes.
  • Modo de plantio: a lanço.
  • Sementes necessárias: 13 a 16 kg/ha.
  • Tolerância à seca: média.
  • Tolerância ao frio: baixa.
  • Profundidade de plantio: 2,0 cm.
  • Tempo para a utilização: 60 a 90 dias  após a germinação.
  • Adubação: De acordo com as recomendações técnicas determinadas pela análise de solo.
  • Dormência da semente: Inexistente.
  • Pureza: mínima 40%.
  • Germinação: 40%.

4 - COMPOSIÇÃO BROMATOLÓGICA E DIGESTIBILIDADE DA MS

Estádio de  crescimento e/ou forma Composição bromatológica  % Digestibilidade
MS PB FB MM EE ENN FB
Forragem, período vegetativo com 0,40m 25,0 8,8 29,9 11,2 1,6 48,5 71,6
Forragem, período vegetativo com 0,80m 25,0 8,8 32,8 12,9 1,5 44,0 73,5
Foragem, início de florescimento 28,0 5,3 39,6 10,6 1,4 43,1 63,9
Forragem, após florescimento 25,7 7,8 33,4 12,2 1,4 45,2 53,0
Feno obtido com seis semanas 83,4 6,8   6,3 11,3 1,8 43,8 58,0
Feno obtido com oito semanas 86,9 7,7 39,0 10,9 1,6 40,8 56,0
Feno obtido com dez semanas 87,3 5,5 40,1 10,8 1,6 42,0 58,0
Silagem 20,0 6,3 39,7 19,6 2,7 31,7 82,4

5 - LITERATURA CONSULTADA

BOGDAN, A. V. Tropical posture and fodder plants – Grasses and legumes. London and New York, 475 p., 1977.

FAO – 2004a http://www.fao.org/ag/AGP/AGPC/doc/Gbase/Latin.htm.

FAO – 2004b http://www.fao.org/ag/AGA/AGAP/FRG/afris/es/Data/31.htm.

ALADARES FILHO, S.C. 2000. Nutrição, avaliação e tabelas de alimentos para bovinos.

XXXVII Reunião Anual da SBZ, 37, Viçosa, 2000, Anais... Viçosa: 2000. 250p.

 
     
 
   
  Copyright 2009 © Portal Agronomia
Desenvolvido por Digital Pixel